O Parque Estadual do Jalapão (PEJ), criado pela lei estadual 1.203 de 12 de janeiro de 2001, pertence à categoria de Unidades de Conservação de Proteção Integral do Estado do Tocantins. Esta Unidade de Conservação objetiva a preservação dos recursos naturais da região na qual está inserida, fato que restringe suas formas de exploração, admitindo-se apenas o aproveitamento indireto de seus benefícios. O Parque Estadual do Jalapão está inserido na área nuclear da região do Jalapão, representando 158.885,5 hectares (SEPLAN, 2003).

Destino já conhecido pelos apaixonados pelo ecoturismo e turismo de aventura. Localizada no Estado do Tocantins, a região encanta por suas águas abundantes, chapadões e serras com clima de savana, além da paisagem de cerrado, com direito a dunas alaranjadas, rios encachoeirados, nascentes e impressionantes formações rochosas.

A localização do Jalapão é geologicamente antiga e data de milhões e milhões de anos, o que significa que há muito tempo atrás o Jalapão já foi mar. Possivelmente o mar foi se afastando por consequência das drásticas alterações climáticas e atmosféricas que o planeta sofreu ao longo dos milênios, Por conseguinte paisagens novas e diferentes foram surgindo, como os paredões rochosos, os morros, as dunas, etc.

O Jalapão é encantador com seus fervedouros que impressionam, são nascentes de rios subterrâneos , que surgem da areia e transformam-se em piscinas naturais e cada um com sua particularidade, tamanhos e formatos diferentes. Nos fervedouros existe o fenômeno da ressurgência: pressão muito intensa que jorra do lençol freático e a camada de areia é muito fina, então a água quebra a resistência terrestre e passa a brotar do chão, consequentemente é impossível afundar, então aí onde “ferve” é possível ficar flutuando, uma experiência única e incrível.

Convido você a vir ter uma experiência conosco, o Jalapão te proporciona à oportunidade de uma viagem incrível e inesquecível!

CLIQUE AQUI E SOLICITE MAIS INFORMAÇÕES SOBRE EXPEDIÇÕES